Análise dos estudos de capacidade de carga turística para os recifes de Picãozinho, Seixas (João Pessoa-PB) e Areia Vermelha (Cabedelo-PB)

Autores

  • Rhayany Juvêncio Costa Universidade Federal da Paraíba
  • George Emmanuel Cavalcanti de Miranda Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.18472/cvt.16n1.2016.1005

Palavras-chave:

Capacidade de Carga Turística, Recifes Costeiros da Paraíba, Ferramentas de Planejamento Turístico.

Resumo

A crescente procura por atividades recreativas em ambientes naturais tem trazido à tona a necessidade do uso de ferramentas de planejamento turístico visando a realização de um turismo ordenado em que os danos causados aos locais de visitação sejam mínimos. A metodologia de capacidade de carga está relacionada à determinação do número máximo de pessoas em uma área sem que sejam provocados danos significativos ao ambiente visitado. Na Paraíba, os recifes costeiros de Picãozinho, Seixas e Areia Vermelha constituem formações recifais onde tem-se a realização de atividade turística durante o período da maré baixa quando piscinas naturais contendo uma diversidade de organismos marinhos tornam-se emersas. Os processos metodológicos envolveram levantamento bibliográfico dos estudos de capacidade de carga desenvolvidos para as três localidades durante os últimos dez anos. Neste estudo objetivamos rediscutir a eficiência de tais propostas por meio de uma análise crítica que destaque os aspectos ligados à metodologia para o desenvolvimento de um turismo sustentável. Os resultados apontaram que a determinação da capacidade de carga de uma área vem atrelada a uma grande subjetividade. Não é possível garantir que, por meio do número de usuários definido, os impactos de uma dada localidade sejam reduzidos ou eliminados. Ações de manejo em conjunto em um processo de planejamento contínuo são necessárias para um gerenciamento eficaz.

Biografia do Autor

Rhayany Juvêncio Costa, Universidade Federal da Paraíba

Mestranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, PB, Brasil.

George Emmanuel Cavalcanti de Miranda, Universidade Federal da Paraíba

Professor do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, PB, Brasil.

Downloads

Publicado

2016-07-24

Edição

Seção

Artigos originais