Turismo religioso, patrimônio e festa: Nosso Senhor dos Passos na cidade sergipana de São Cristóvão

Autores

  • Ivan Aragão Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Ilhéus, BA, Brasil
  • Janete Ruiz de Macedo Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Ilhéus, BA, Brasil

Palavras-chave:

Turismo Cultural-Religioso, Festa, Nosso Senhor dos Passos

Resumo

Como um dos elementos hereditários de Portugal, as festas, celebrações e procissões religiosas no Brasil, deslocam uma grande quantidade de pessoas no período dos seus acontecimentos. Através da religiosidade, pagamento de promessas e pedido de graças, estes acontecimentos motivam o fluxo de pessoas nas cinco regiões do Brasil. Além de atrativos turísticos, as comemorações religiosas, detêm um conjunto de bens patrimoniais e estão inseridas dentro da cultura “do festejar” dos brasileiros. Esse presente artigo tem por finalidade abordar os aspectos da Festa do Senhor dos Passos na cidade sergipana de São Cristóvão. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica, com a revisão no campo teórico sobre Festa, Identidade, Religiosidade, Turismo Religioso, Tradição, Cultura e Patrimônio Cultural. Com esse estudo, ficou perceptível que, como território distante de Portugal - desde o período colonial - as festas e procissões no Brasil tomaram uma dinâmica própria. Incorporando esses acontecimentos à cultura dos brasileiros e, demarcando a religião católica no país, de uma forma singular.

Biografia do Autor

Ivan Aragão, Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Ilhéus, BA, Brasil

Mestrando em Cultura e Turismo pelo Programa de Pós Graduação Stricto Sensu da Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC, Ilhéus/BA, com bolsa da CAPES. Nessa mesma instituição, é membro do Grupo de Estudos sobre história, memória e representações culturais: suportes para o turismo cultural, com linha de pesquisa em história, espaços urbanos e identidade. Participa como avaliador dos trabalhos científicos do ENPPEX - Encontro Paranaense de Pesquisa e Extensão em Ciências Sociais Aplicadas e do Seminário dos Cursos de Ciências Sociais Aplicadas da FECILCAM, Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão - PR. Possui bacharelado em Turismo pela Estácio/Faculdade de Sergipe - FaSe, com ênfase em cultura, patrimônio, identidade, turismo cultural, religioso e planejamento do turismo. Foi aluno bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIBIC e monitor das discipinas Trabalho de Graduação I e Estágio Obrigatório I. É técnico em conservação de bens culturais móveis pela Fundação de Arte de Ouro Preto - FAOP e membro da Associação Brasileira de Conservadores-Restauradores - ABRACOR.

Janete Ruiz de Macedo, Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Ilhéus, BA, Brasil

Doutorado em História da Antiguidade Clássica pela Universidad de Leon (2000) . Atualmente é professora pleno da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Ilhéus, BA, Brasil.

Downloads

Publicado

2011-12-28

Edição

Seção

Artigos originais