Procedimentos metodológicos para formulação e reconhecimento da localidade turística

Autores

  • Pedro de Alcântara Bittencourt Cesar Universidade de Caxias do Sul (UCS), Caxias do Sul, RS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.18472/cvt.23n1.2023.2067

Palavras-chave:

Planejamento Turístico, Categorização turística, Hierarquia do espaço turístico.

Resumo

Neste estudo, metodologias que qualificam dimensões turísticas de localidades brasileiras são avaliadas. Para tanto, confrontam-se três abordagens: a Teoria do Espaço Turístico, apresentada no Centro Internacional de Capacitação Turística (Cicatur) a partir da década de 1970; a abordagem do Ministério do Turismo do Brasil acerca da categorização dos municípios turísticos, configurada nos anos 2000; e a técnica de Big Dat a utilizada pelo Sebrae-RS nessa década de 2020. O objetivo é verificar os valores intrínsecos e extrínsecos que qualificam os destinos turísticos e os hierarquizam nessas diferentes formulações. A pergunta norteadora do estudo questiona se os dados vindos destes diferentes enfoques se complementam na qualificação do território turístico. Na pesquisa, é feito um recorte em municípios da Serra Gaúcha - RS que tiveram a aplicação de rastreamento digital Big Data . Assim, levantam-se dados e a taxonomia de Gramado, Canela, Nova Petrópolis, Caxias do Sul e Bento Gonçalves. No desenvolvimento do estudo, foi notório que essas abordagens e resultados distintos podem se somar como ferramentas para melhor compreender o território, seus posicionamentos e possibilidades turísticas.

Biografia do Autor

Pedro de Alcântara Bittencourt Cesar, Universidade de Caxias do Sul (UCS), Caxias do Sul, RS, Brasil

Docente Adjunto III - UCS. Arquiteto e Urbanista (Unitau). Mestre em Turismo, Doutor em Geografia (USP) com estágio pós-doutoral em História (UCS). Professor da área do conhecimento em Ciências Sociais (UCS). Líder do Grupo Núcleo de Estudos Urbanos e Regionais (CNPq)

Downloads

Publicado

2023-04-27

Como Citar

Cesar, P. de A. B. (2023). Procedimentos metodológicos para formulação e reconhecimento da localidade turística. Caderno Virtual De Turismo, 23(1), 64–78. https://doi.org/10.18472/cvt.23n1.2023.2067

Edição

Seção

Artigos originais