Práticas de atividades turísticas em Unidades de Conservação: o contexto dos parques urbanos em Manaus – AM

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18472/cvt.19n1.2019.1449

Palavras-chave:

Unidades de Conservação, Turismo Sustentável, Parques Urbanos.

Resumo

O desenvolvimento da atividade turística em ambiente de Unidades de Conservação se dá na necessidade da conexão entre homem e o meio natural e, por meio dessa ligação, pode contribuir de forma qualitativa na preservação, propagação e uso sustentável dos espaços verdes. E, para que essa atividade possa ser desenvolvida de forma positiva e não predatória, é necessário que seja planejada e tenha um sentido totalmente sustentável. A grande procura por essas áreas naturais, em sua maioria por Unidades de Conservação,implica em fatores positivos na relação do homem com a natureza, na educação e consciência ambiental, práticas sustentáveis e a proteção do meio ambiente. A atividade turística dentro de parques urbanos possibilita a preservação dos fragmentos florestais trazendo benefícios, como a qualificação da infraestrutura local, dos profissionais envolvidos, aumento da consciência ambiental,do sentimento de pertencimento dos residentes bem como o aumento da permanência de turistas e do fluxo de visitantes que buscam por essa conexão com o meio natural dentro da paisagem urbana. Manaus, sendo um destino turístico internacional, possui um apelo natural, o que por consequência leva à necessidade da prática do turismo sustentável possibilitando que seus inúmeros espaços verdes possam ser protegidos e trabalhados de forma séria.

Biografia do Autor

Ítalo Thiago Loiola Soares Lima, Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Manaus, AM, Brasil

Possui graduação em Turismo pela Universidade do Estado do Amazonas (2016). Tem experiência na área de Turismo, com ênfase em Turismo, atuando principalmente nos seguintes temas: hotelaria, procedimento de recepção e excelência no atendimento. Vencedor do Prêmio de Turismo Maria Helena Fonsêca 2016 do Laboratório de Turismo – Labotur da Escola Superior de Artes e Turismo – ESAT / Universidade do Estado do Amazonas – UEA, na categoria soluções e ideias para destinos ou atrativos turísticos, com o projeto: Guia Interativo Multifuncional Acessível – GAMA. Vencedor do Prêmio de Turismo Maria Helena Fonsêca 2016 do Laboratório de Turismo – Labotur da Escola Superior de Artes e Turismo – ESAT / Universidade do Estado do Amazonas – UEA, na categoria: Ideias e soluções para empresas, com o projeto: YourGuide: Guia de Turismo a um clique.

Márcia Raquel Cavalcante Guimarães, Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Manaus, AM, Brasil

Turismóloga, Mestre em Turismo e Hotelaria pela Universidade do Vale do Itajaí-UNIVALI- (conceito 5 MEC-Capes; 2010-2012), MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas-FGV (2002-2003) e Graduação em Turismo pelo Centro Universitário Nilton Lins (1997-2001) . É professora assistente do Curso de Turismo da Universidade do Estado do Amazonas-UEA. Atuou como docente no curso de turismo da Universidade Nilton Lins e também no Centro Universitário do Norte- Uninorte nos cursos de Turismo, Marketing e Tecnólogo em Hotelaria. Tem experiência como Especialista em Turismo da UEP/Manaustur (Órgão de Municipal de Turismo), do programa Monumenta/BID do Ministério da Cultura no que tange ao projeto de Revitalização de Sítios Históricos (2001-2004). Consultora homologada pelo Instituto de Hospitalidade-IH para ABNT-NBR 15 401 2006 - Gestão da Sustentabilidade para Meios de Hospedagem, tendo prestado serviços de instrutoria para o SEBRAE, SENAC e do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas-CETAM. Participou da equipe de elaboração do Diagnóstico da Hotelaria de Selva do Amazonas da Associação da Hotelaria de Selva da Amazônia Brasileira e no Inventário da Oferta Turística do município de Coari e Manaus. Diretora de Projetos e Captação de Recursos e de Infraestrutura e Qualificação Turística da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos-MANAUSCULT (Prefeitura de Manaus 2013-2014) . Atuando também como consultora especialista em Turismo para o Grupo DOT-Digital Group (Florianópolis-SC). Atualmente, é presidente do Conselho Estadual das Entidades do Turismo da Confederação Nacional de Turismo- CNTur e coordenadora do Laboratório do Curso de Turismo- LABOTUR da Universidade do Estado do Amazonas-UEA

Downloads

Publicado

2019-08-14

Como Citar

Lima, Ítalo T. L. S., & Guimarães, M. R. C. (2019). Práticas de atividades turísticas em Unidades de Conservação: o contexto dos parques urbanos em Manaus – AM. Caderno Virtual De Turismo, 19(1). https://doi.org/10.18472/cvt.19n1.2019.1449

Edição

Seção

Artigos originais