Histórico do periódico

O Caderno Virtual de Turismo (CVT) iniciou suas atividades em meados de 2001, como uma das ações do projeto Instituto Virtual de Turismo (IVT) do Estado do Rio de Janeiro, sob coordenação do professor Roberto Bartholo do Programa de Engenharia de Produção (PEP) da COPPE/UFRJ e financiamento da Fundação de Amparo a Pesquisa do Rio de Janeiro (FAPERJ). Naquele momento, o Rio de Janeiro não contava com produção científica substancial no campo temático do turismo, mesmo este sendo uma das principais atividades econômicas do Estado. Assim, o PEP foi convidado pela a FAPERJ para fomentar um debate acadêmico sobre a possibilidade de a atividade turística contribuir para o desenvolvimento social. O CVT foi criado com esta intenção.

Os primeiros anos do periódico foram de afirmação. Nossa periodicidade era trimestral e praticamente todo o conteúdo publicado era produzido pela equipe de pesquisadores do IVT ou encomendados a pesquisadores vinculados à rede promovida pelo Instituto. Com o passar dos anos, o meio acadêmico reconheceu o valor do conteúdo científico divulgado pelo CVT e, aos poucos, começou a submeter seus trabalhos à avaliação do periódico visando sua publicação. Neste primeiro momento o processo editorial do CVT não contava com a avaliação por pares e todos os artigos eram selecionados pelo comitê editorial, formado essencialmente por pesquisadores vinculados ao IVT.

Em 2006, resolvemos dar um salto de qualidade na produção do periódico e iniciamos um processo de reestruturação. Implementamos a primeira versão do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER), disponibilizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), e reformulamos todo o fluxo editorial (desde a submissão dos originais até a publicação). Fomos o primeiro periódico brasileiro dedicado à temática do turismo a adotar o sistema de Acesso Livre ao conteúdo proposto pelo projeto canadense Public Knowledge Project, da University of British Columbia.

Em 2007, dando continuidade a qualificação dos processos editoriais, implementamos o sistema de dupla avaliação cega por pares (double blind peer-review). Após ampla pesquisa nas bases de dados do CNPq (Plataforma Lattes e Diretórios de Grupos de Pesquisa), identificamos cerca de 150 profissionais em todo o Brasil com potencial para compor nosso corpo de pareceristas. Fizemos o convite formal e 97 aceitaram. Ainda em 2007, ampliamos nosso comitê editorial incorporando pesquisadores internacionais. Sua contribuição para o sucesso do periódico pode ser notada nas crescentes submissões internacionais que o CVT vem recebendo ao longo dos anos. Em virtude da adoção do novo sistema de avaliação dos manuscritos passou-se a adotar uma periodicidade quadrimestral.

Nos anos subsequentes, investimos na indexação do periódico nas bases de dados internacionais. Iniciamos cadastrando o CVT em diretórios dedicados a periódicos de acesso livre em seguida, ampliamos para os indexadores nacionais e internacionais mais conceituados. Buscamos com isso, dar ainda mais credibilidade ao conteúdo publicado pelo CVT.

Em 2011, mais uma reformulação. Implementamos a nova versão do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER) e, com isso, passamos a informatizar todo o processo editorial do CVT. Toda a comunicação entre editor, avaliadores, diagramadores e autores é feita por dentro de sistema, registrando passo-a-passo o histórico de cada original submetido.

No ano de 2016, iniciamos um novo e importante ciclo na gestão do periódico, a parceria com o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) e o Programa de Pós-Graduação em Turismo da Universidade Federal Fluminense (PPGTur/UFF). A parceria com o IABS visa atender a duas demandas estratégicas do periódico. A primeira diz respeito à melhoria da produção editorial. Por meio a Editora IABS, o Instituto disponibilizará profissionais qualificados para a realização dos processos de revisão, normatização e diagramação. O Instituto, através de seu corpo técnico, também será responsável pela produção e seleção de entrevistas, galeria de fotos, reportagens, dossiês, resenhas de livros, dentre outras seções. A parceria com o PPGTur/UFF formaliza uma colaboração tão antiga quanto o próprio CVT. Muitos dos nossos parceiros ao longo desses anos encontram-se vinculados ao PPGTur/UFF. O PPGTur/UFF é o primeiro programa de mestrado em turismo do Estado do Rio de Janeiro e nossa parceria visa ao fortalecimento mútuo, dando ainda mais credibilidade a ambas instituições.

Ao longo de nossa história nos consolidamos como uma das principais publicações científicas no campo do turismo no Brasil. Buscamos o aprimoramento constante, tanto em termos tecnológicos quanto na qualificação dos processos editoriais, para que nossos leitores, profissionais, pesquisadores, professores e estudantes interessados na temática do turismo, possam realizar suas pesquisas de modo simples e eficiente, acessando conteúdo de qualidade e gratuito.